LTSA responde dúvidas sobre direito trabalhista e rescisão do contrato de trabalho

Especializado em Direito Trabalhista, Guilherme Montoro responde algumas perguntas sobre a rescisão do contrato de trabalho e as verbas indenizatórias que o empregado pode ter direitos.

Direito Trabalhista Carteira de Trabalho

A primeira dúvida é sobre o término e/ou a rescisão do contrato de trabalho, e o prazo para buscar direitos da Justiça do Trabalho.
De acordo com a lei, o prazo para reivindicar Direitos Trabalhistas é de 2 anos após o fim do contrato, incluindo período do aviso prévio, mesmo que indenizado.

Veja Também:
Guilherme Montoro responde dúvidas sobre Direito Trabalhistas no Jornal Novo Tempo
Guilherme Montoro é nomeado Vice Presidente da Comissão de Direito Material do Trabalho da OAB
Dori Boucault nomeado para Comissão de Defesa do Consumidor da OAB

Seguindo o mesmo tema, entramos na parte de valores com mais 2 pontos importantes:
– Sobre o prazo para pagamento das verbas rescisórias do contrato de Trabalho.
– A consequência de atraso no pagamento de tais verbas.
As verbas rescisórias devem ser pagas até o 1º dia útil seguinte ao término do contrato, ou até o 10º dia quando o aviso prévio for indenizado. Caso a empresa atrase o pagamento, será devida ao empregado uma multa correspondente ao último salário recebido.

O LTSA Advogados atua na cidade de São Paulo, Mogi das Cruzes e região oferecendo serviços jurídicos adequados às demandas dos clientes com profissionalismo. Atendemos nossos clientes de forma diferenciada e personalizada em diversas áreas do Direito, principalmente:

Direito do Consumidor, Direito Imobiliário, Direito Trabalhista, Direito da Família e mais.

Possui mais dúvidas relacionadas a Direito Trabalhista ou outras áreas? Entre em contato conosco por telefone (11 3512-8200 São Paulo | 11 4798-2316 Mogi das Cruzes), chat ou mande uma mensagem Clicando Aqui.

LTSA responde dúvidas sobre direito trabalhista e rescisão do contrato de trabalho
Avalie a postagem
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *